Cuidados com a saúde

Pele

Não importa a idade do idoso: manter sua pele limpa e bem tratada é fundamental para que o organismo possa se defender contra o vento, o frio, o calor, a presença de microorganismos e outros agressores que provocam desconforto.

Essa tarefa se torna mais complexa com o passar dos anos, quando ocorre perda de elasticidade, além de ressecamento e desnutrição. Cuidados simples, porém, ajudam a reverter esse quadro.

Higiene é fundamental

Lavar e secar bem a pele são atitudes simples, mas importantes para manter a pele íntegra, principalmente em idosos que apresentam perda freqüente de urina e fezes. A pele e as unhas devem ser observadas para verificar se estão limpas e sem odor. Recomenda-se cuidar delas logo após o banho de imersão, para facilitar o corte daquelas mais endurecidas.

Sol, sim, mas com cautela

Os raios solares são benéficos para a pele, pois previne a osteoporose. Mas todo cuidado é pouco! Nunca deixe o idoso exposto nos horários de maior risco (entre 10h e 16h) e aplique sempre o filtro solar.

Exercícios físicos são bem-vindos

Movimentar o corpo ajuda a manter a pele do idoso em boas condições, pois os exercícios ajudam o organismo a eliminar toxinas.

Traumatismos tratados

Em caso de ferimento, o primeiro procedimento é lavar o local com água limpa e sabão neutro. Se houver sangramento, é importante pressionar a região com gaze ou pano limpo a fim de estancar o sangue.

Escaras sob controle

A escara é uma ferida ocasionada pela pressão constante de uma determinada área do corpo sobre a superfície do colchão, da cadeira ou da poltrona nos quais o idoso permanece por longos períodos. Ela acontece quando a circulação sanguínea diminui e a pele recebe menos oxigenação. A lesão se inicia com vermelhidão, que logo evolui para inchaço com calor. Em alguns casos, a pele forma bolhas d’água. As áreas em que as escaras surgem com maior freqüência são: a sacral (entre as nádegas), calcanhares, cotovelos e omoplatas (a “pá” dos ombros). Se o idoso costuma permanecer deitado de lado, as áreas que sofrem maior pressão são a cabeça do fêmur (na bacia), o maléolo, o ombro e a orelha.

Contato

(19) 3826-3055
(19) 3876-5181
(19) 98287-6344
contato@bosquedosipes.com.br

Endereço

Rua Antônio Ferragut Neto, 231, Pinheirinho, Vinhedo/SP.

Horário de funcionamento

(Setor administrativo)
De segunda à sexta-feira, das 8 às 18 h.

Redes sociais

 

Todos os Direitos Reservados © Bosque dos Ipês

Desenvolvido por:

Open chat
Olá 👋 Precisa de ajuda?